Município de Canindé inicia vacinação contra gripe

A Secretaria de Saúde de Canindé, seguindo as orientações do Ministério da Saúde, iniciou a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe.
De acordo com a Coordenadora de Vacinação Municipal, Fernanda Magalhães, a aplicação da vacina contra a gripe teve início nesta terça-feira,  24 de março, e vai até o dia 23 de maio.

Conforme o cronograma apresentado pelo município, na primeira fase, que acontece de 24 a 31 de março, serão vacinadas em casa as pessoas idosas acima de 80 anos e acamados acima de 60 na sede do município. Já de 1º a 15 de abril serão vacinadas em casa idosos acima de 80 anos e acamados acima de 60 anos, nos distritos rurais. Também serão vacinados em pontos estratégicos que ainda serão divulgados pelo município na próxima semana idosos de 60 a 79 anos e profissionais de saúde.

Na segunda 2ª fase, serão vacinados de 16 a 8 de maio, em escolas e postos de saúde, professores, profissionais de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Na 3ª fase, serão vacinados de 9 a 23 de maio, nas unidades de saúde, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, adultos de 55 a 59 anos, pessoas com deficiência, povos indígenas e pessoas com deficiência.

De acordo com a prefeitura, estarão como locais de apoio no período de vacinação contra a gripe as escolas São Francisco (Centro), Carlos Jereissati (Santa Luzia), José Ivan Magalhães (Conjunto Habitacional), CAIC (Palestina), Firmino Coelho (Cachoeira da Pasta), Raimundo Sousa Laurindo (creche/Alto Guaramiranga), Praça dos Mestres (Romeirão) e Biblioteca Cruz Filho (Centro).

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos.
Além do mais, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde.