Servidores de Canindé são agredidos pela Prefeitura durante manifestação

Servidores públicos municipais de Canindé realizaram, durante esta terça-feira (7), um dia de paralisação para tentar sensibilizar o Governo da Prefeita Rozário Ximenes a conceder reajuste salarial para profissionais da Secretaria de Educação que ganham diferente do piso salarial dos professores e servidores que recebem remuneração diferente do salário mínimo de outras secretarias, a grande maioria da Saúde.

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Canindé-SINDSEC, Regina Lemos, destaca que o Governo Municipal já esteve discutindo cinco vezes em rodada de negociação com a representação dos trabalhadores, mas em nenhuma das reuniões foi firmada sinalização de reajuste para os trabalhos do serviço público.

A Diretora de Comunicação do Sindsec e diretora da Fetamce, Aurenice Santiago, fez questão de enfatizar a resistência dos trabalhadores na luta contra o retrocesso e apresentou informações sobre as principais reivindicações da pauta dos servidores.

Truculência
O Secretário de Segurança Pública Municipal, Cel. Luciano Wagner, em obediência à prefeita municipal deu ordem para que os guardas municipais não permitissem a entrada dos servidores que faziam manifestação no prédio da prefeitura. Teve momentos em que os servidores e sindicalistas foram tratados com truculência, inclusive sendo agredidos. Os manifestantes foram empurrados por profissionais da Guarda Municipal.

Faixas e cartazes colocados pelos servidores na entrada da prefeitura para denunciar a falta de compromisso do atual governo com a classe de trabalhadores foram retirados pelo secretário Luciano Wagner e pela Guarda Municipal. Teve cartazes que foram danificados no momento em que eram removidos.

Acompanhe nos vídeos:

https://www.facebook.com/eligiane.lopes.9/videos/1249518705210952/

Por FETAMCE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *